B2B nas mídias sociais: matching é a palavra

0
29
Conexão e combinação: receita para busca de leads.

Quem está acompanhando por aqui a série de posts sobre o B2B nas mídias sociais já sabe que é extremamente relevante que estas marcas devem estar nas mídias digitais, que é fundamental ter claro quem é o seu público e que a estratégia será estruturada a partir da definição dos objetivos. Mas há ainda uma série de desafios a serem vencidos.

Entre os mais importantes está o desenvolvimento de processos que ajudem na construção da voz da sua marca que não só reflita e ecoe junto a sua audiência como também construa conexões que façam sentido para a sua rede de relacionamento ao longo do tempo.

Mais uma vez vale a lógica do design thinking: comece sempre de frente para trás, entenda o que seus compradores querem, o que e como eles se comunicam, o que os move, quais são as suas causas.

Para quem trabalha com consumidores finais, em marcas B2C, um dos maiores desafios é encontrar o tom das postagens para fazer uma combinação perfeita – o matching! – da sua linguagem com a deles. Este desafio tem a ver com processo e capacitação como encontrar redatores, creators, que conhecem a sua marca, produtos e serviços com uma certa profundidade e sejam talentosos o suficiente para mover o ponteiro do relógio das timelines.

Chegar à linguagem adequada é resultado de uma série de experiências, de tentativa, erro e acerto o que é complicado tratando-se do mundo corporativo. Muitas empresas que operam no B2B nas mídias sociais querem repetir os modelos bem-sucedidos das marcas B2C e acabam se expondo de maneira desnecessária. Por isso, não tente apenas copiar ou trazer creators de B2C simplesmente para repetir fórmulas que funcionaram em outras situações.

Quem atua na área sabe que este é um dilema a ser enfrentado: uma marca B2B, por mais interessante que seja (uma empresa que fabrica foguetes aeroespaciais, por exemplo), pode ter uma série de posts aparentemente chatos e desinteressantes em sua timeline. Mas que podem ser eficientes porque exatamente falam aquilo que a sua audiência deseja e se identifica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Insira seu nome