Por que o Blog é tão importante para a estratégia de SEO?

importância do blog para as empresas e para o seo

O algoritmo de busca (orgânica) do Google funciona como um motor, daí o “engine” na sigla SEO (Search Engine Optimization). A engenhoca é abastecida por dados, que podem ser informações, imagens ou linguagens de programação. Um dos combustíveis mais importantes deste motor é o blog das empresas. Por isso a orientação aqui da 140 Online, agência de produção de conteúdo e marketing digital, é simples: as empresas precisam ter um blog que seja atualizado.

Na prática, os sites das empresas precisam receber regularmente combustível (dados) para que a marca, produtos e serviços sejam encontrados pelos robôs de rastreamento do Google. O bocal de entrada do site é justamente o blog.

Ninguém sabe exatamente quais são as regras e variáveis da equação do Google. As plataformas são empresas privadas, protegem os seus negócios de modo a não serem copiadas pelos concorrentes. São “walled garden”, jardins murados, na quais há camadas em que são permitidas as entradas controladas de parceiros. Algumas são conhecidas como a quantidade de acessos que uma propriedade digital (site) recebe diariamente, a quantidade de conteúdos que posta, a quantidade das interações etc.

A equipe da 140 Online reuniu uma série de dicas que você deve seguir para que o seu blog seja percebido na blogosfera:

1) Conteúdo!

Esta é a parte mais importante, onde tudo começa e onde boa parte das empresas se perde. Para produzir conteúdo de qualidade e relevante é preciso entender do modelo de negócios. Não adianta uma empresa ter um blog e redes sociais que são produzidas de maneira superficial e que não espelhem os diferenciais da marca. Os conteúdos não podem ser publicitários: tem de mostrar como as empresas podem ajudar as pessoas e as empresas. Estamos na era dos produtos funcionais, das marcas funcionais.

2) Ferramentas

Escolha plataformas de conteúdo que foram pensadas para o Google. O melhor exemplo é o WordPress, de longe a melhor delas. Atenção na escolha dos templates. Há milhares hoje disponíveis para compra. Opte por aquele que tenha uma boa pontuação e seja compatível com outras ferramentas. Importante ter ao seu lado um bom wedesigner (que pensa na arquitetura e organização das caixinhas) e um designer (webdesign não é design!). Verifique plugins que permitem categorizar mais de uma palavra-chave por conteúdo como o Yoast SEO.

3) Look&Feel

O blog tem de espelhar a maneira com que a sua marca quer ser reconhecida. Muitas empresas de comunicação utilizam a metodologia PESO (Paid, Earned, Share e Owner). Ser uma “owner media” significa ter uma revista ou jornal, o que implica em altos investimentos na contratação de equipes especializadas (redator, designer, videomarker). Conteúdo de qualidade tem valor!

4) Técnicas de SEO

As plataformas ditam a maneira com que a sua marca tem de se comunicar. Primeiro é importante fazer uma pesquisa de palavras-chave relacionadas ao seu negócio. É preciso selecionar todas as palavras-chave utilizadas pelos seus consumidores e concorrentes. A partir daí todos os títulos terão de ser compostas pelas palavras-chave que deverão estar contidas no parágrafo e aparecerem mais duas ou três vezes. Há muitas outras como a inserção de sub-títulos no texto. Por isso é importante que a sua empresa tenha uma boa agência de marketing digital ao seu lado para auxiliar com esta tarefa.

5) Imagens

Imagens originais são sempre melhores do que as coletadas em sites gratuitos ou de bancos de imagens pagos como o Shutterstock, Adobe Stock ou Getty Image. Os robôs amam conteúdos originais (aliás a imagem acima deste blog é original, foi produzida com um Iphone 8)! Adicione sempre as palavras-chave também nas imagens (ao salvar uma imagem em jpeg ou png dê um nome relacionado à palavra chave que interessa à marca). Outra dica legal é adicionar um texto Alt nas imagens.

6) Tags

Capriche ao subir o conteúdo no painel do WordPress. Deve-se seguir todas as etapas como produzir o título, colocar as palavras chave em negrito, adicionar as categorias e tags (pelo menos cinco!), produzir um resumo atraente (aquele texto que vem quando digitamos uma palavra chave no Google).

7) Regularidade

Os robôs são avisados sempre que a sua marca produz algo novo e original. Quanto mais conteúdos são produzidos (dentro das regras do algoritmo apresentadas acima) maior a chance de a sua marca aparecer quando um usuário digitar a palavra-chave.

Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.
Open chat